O chá de bebê e o enxoval


Quando estava grávida, junto com minha prima (grávida também) reunimos um tanto de listas de enxoval e fizemos uma só. A internet tem muitas facilidades (e muitas listas diferentes), mas tantas coisas podem dificultar o nosso foco no que é mais importante.

Enquanto fazia a lista e marcava o que já tinha e o que pediria no Chá de Fralda, pensei que há um ingrediente que não vai em nenhuma lista, mas é de fundamental importância: preparar o tempo e a cabeça para quando o bebê estiver aqui. Nos primeiros meses os pequenos realmente precisam muito da nossa presença, das nossas visualizações de paz e tranquilidade, do nosso cheiro e nosso olhar amoroso.

Nesses dias, parece que não temos tempo para nós, mas é um investimento maravilhoso dar o que eles precisam, pois isso será a base para uma criança segura e com uma autoestima legal. Mais adiante falaremos da importância dessa preparação, pois os hormônios ficam "bagunçados" e acabam mexendo com nosso emocional, que precisa de suporte e calma, para não desanimarmos com a aparente falta de tempo. Além desse investimento, percebi algumas coisas bem bacanas para compartilhar: *É preciso lembrar e avisar aos amigos que querem ajudar, a provável data de nascimento do bebê (época do ano), pois isso evita que compremos e ganhemos artigos, por exemplo, de recém nascido, manga curta, no inverno (ou seja, que não conseguiremos usar, principalmente se esse inverno for como aqui do sul do Brasil)

*Sabonetes em barra e shampoos são menos práticos que os sabonetes líquidos para bebê, este último dura por mais tempo e pode ser usado para lavar o corpo todo, incluindo o cabelinho (o nosso primeiro, durou quase três meses!). Os sabonetes em barra, principalmente os cremosos, ficam "gosmentos" e acabam mais rápido.

*Lenços umedecidos são "perigosos". Aqueles que vêm em baldes econômicos, geralmente têm um lenço mais fino e muita água no pote, os lenços vêm encharcados e, por serem mais finos, precisamos usar mais em cada troca de fraldas. Outros, de potes normais, também ficam encharcados e alguns têm um cheiro mais ou menos...Isso pode gerar assaduras no bebê! Reparei que vale mais a pena usar um bom lenço, mais caro, mas que usamos menos por troca de fralda. Melhor ainda: Pedir bastante algodão no chá, pois em casa podemos limpar o bebê com algodão e água, e quando estamos na rua, levamos o lenço mais caro. Melhor para o bebê e mais barato!

*É muito importante lembrar de pedir brinquedos, claro, adequados aos primeiros meses. Até os três meses, os bebês estão desenvolvendo e apurando seus sentidos, os melhores brinquedos são de cores fortes, poucos e grandes desenhos (ajudam a fortalecer a musculatura ocular), que tenham algum som (como chocalhos ou guizos), de texturas diferentes e mordedores. Afinal de contas, além de alimentar e vestir o bebê, não podemos esquecer que o ajudaremos nessa chegada ao mundo, quando ele estará se acostumando com as sensações corporais e precisa de estímulos adequados e controlados (estimular demais também prejudica...)

Preparei um vídeo com dicas preciosas para ajudar ainda mais, veja aqui.