Dia de fazer papinha

Hoje foi um dia para fazer papinha! Como já contei antes, fazemos várias em um dia e congelamos. Para variar sempre, as combinações das papinhas de hoje foram:

Nessa hora, o conhecimento do Alberto tem sido fundamental, ele faz as combinações e me orienta como cozinhar para manter os nutrientes dos alimentos. Compartilho aqui: - Na panela de pressão só vai água e o alimento. Nada de tempero e qualquer outra coisa. Por quê? Por que mudam o ponto de ebulição da água ( o que pode fazer a água esquentar mais do que a panela aguenta) e formam substâncias que podem entupir a válvula (o que pode explodir a panela com o tempo!). Só vai aqui o que demora muito para cozinhar, como mandioca, beterraba, abóbora com casca e alguns feijões. Isso porque a pressão e a temperatura tiram os nutrientes de outros alimentos.

A quantidade de água é só para ficar na altura dos alimentos, não mais!

-Os demais alimentos como brócolis, couve e berinjela, vão no vapor. Carne e frango, refogamos com cebola e um pouquinho de alho. Para misturar a papinha, o que foi na panela de pressão (ou cozinhou na panela normal) a gente amassa. Os refogados e passados no vapor, vão para o liquidificador. Misturando tudo, eu provo e vejo se precisa de algum tempero, essa é a hora de temperar!

Papinhas prontas, coloco o número na tampinha para poder revesar os nutrientes por dia e congelo. Desta vez, acrescentei nos vegetais, a papinha de arroz, que ele gostou muito! Deu um trabalhão, mas por uma semana e meia, não preciso mais cozinhar, o que facilita muito meu dia a dia e rotina com o Lucano!

Espero ter ajudado com essas dicas e novas combinações de papinhas!

Ah! Enquanto fazíamos, o Alberto encontrou na internet um programa MARAVILHOSO que organiza toda a alimentação com os nutrientes necessários para cada faixa etária, segundo parâmetros de nutrição americanos e brasileiros. Ele está testando, colocando os alimentos que usamos para ver como funciona o programa. Quando ele terminar, conto pra vocês se funcionou e como é.

(E onde estava o Lucano enquanto cozinhava? Brincou no tapete, parei pra dar o almoço dele, foi brincar no tapete de novo sob a supervisão do papai, tirou uma soneca, veio tomar o lanche com a mamãe, ficou choramingando no tapete porque queria mais atenção e companhia pra brincar...ou seja, toda a função da papinha é feita em várias partes, para atender a rotina e necessidades do pequeno.)

Um beijo, Ju!